Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

ELEIÇÃO SEM OPOSIÇÃO – Principal nome da direita brasileira, Bolsonaro se torna inelegível pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral tornou Jair Messias Bolsonaro inelegível por 8 anos. A decisão foi proferida nesta sexta-feira (30/06) após 4 Ministros terem acatado o pedido do Partido Democrático Trabalhista (PDT)

O Partido alegou que o ex-presidente cometeu abuso de poder político em uma reunião com embaixadores em 2022. Segundo a petição, Bolsonaro teria antecipado sua campanha política em um evento anterior ao período eleitoral e em um momento que deveria participar apenas como governante.

O Partido também condenou as questões levantadas pelo ex-presidente sobre a legitimidade das urnas eletrônicas brasileiras, afirmando que o ato configura um ataque ao Estado Democrático de Direito.
No dia do julgamento, Bolsonaro se pronunciou sobre o caso em uma entrevista no aeroporto de Brasília para diversos jornais:

“É um absurdo o que estão fazendo. É uma injustiça comigo, meu Deus do céu. Isso é um julgamento político, a esquerda quer uma eleição em 2026 sem concorrente, um WO, está dispensada a eleição de 2026 sem um concorrente à altura. Seria eleger o Lula por aclamação”.

LEIA TAMBÉM:

ANIMAIS NA PISTA – Donos não se importam e vidas ficam por um fio

CENSO DO IBGE – Presidente Lula sanciona lei que cria transição para municípios se adequarem ao novo Censo

Apoiadores de Bolsonaro também se manifestaram:

O ex-presidente ainda pode recorrer ao próprio TSE ou ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar manter sua elegibilidade.

Primeiro caso de inelegibilidade sem ser por corrupção

Desde a redemocratização após a ditadura militar, o Brasil já teve outros casos de inelegibilidade de políticos que ocuparam a presidência do país, mas giraram em torno de casos de corrupção:

Fernando Collor de Mello (PRN)
Em 29 de dezembro de 1992, o primeiro presidente eleito pela população após a redemocratização foi julgado e condenado pela Corte Suprema por corrupção oriunda de propinas e acusações de corrupção, tornando-se inelegível.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
Em 2018, foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, e foi impedido de concorrer às Eleições Presidenciais daquele ano. A condenação foi confirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e ele ficou inelegível para o cargo de presidente. Posteriormente, o STF anulou as condenações, o que o permitiu participar das eleições de 2022.

Brasil Paralelo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

8 respostas

  1. Wow, wonderful blog format! How long have you been blogging for?
    you made running a blog look easy. The whole look of your site is
    excellent, let alone the content material! You can see
    similar: sklep internetowy and here dobry sklep

  2. Hi there! This is kind of off topic but I need some advice
    from an established blog. Is it difficult to set up your own blog?
    I’m not very techincal but I can figure things out pretty quick.
    I’m thinking about setting up my own but I’m not sure where to start.
    Do you have any tips or suggestions? Appreciate it I saw similar here: dobry sklep and also
    here: dobry sklep

  3. Thank you a lot for sharing this with all people you really recognize what you are
    speaking about! Bookmarked. Please additionally discuss with my site =).
    We will have a link trade contract between us I saw similar here: Sklep online

  4. Greetings, I think your site could be having internet browser compatibility problems.
    Whenever I look at your web site in Safari, it looks fine but when opening in IE, it’s got some overlapping issues.

    I merely wanted to provide you with a quick heads
    up! Aside from that, excellent site! I saw similar here: Najlepszy sklep

  5. Hey! Do you know if they make any plugins to help with SEO?
    I’m trying to get my blog to rank for some targeted keywords but I’m not seeing very good success.
    If you know of any please share. Thank you! You can read similar
    text here: Ecommerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *